TEOSOFISMO - SEITA OCULTISTA

8.1.11 |

Um Pequeno histórico





O termo Teosofia é derivado do grego Theos (Deus) e sofia (sabedoria) e significa sabedoria de ou acerca de Deus.
Num sentido geral, teosofia abrange um espectro amplo de filosofias ocultas ou místicas, de natureza panteístas. A tradição ocidental da teosofia é derivada da tradição hermética da Renascença e pós-Renascença.
A figura mais importante, referente a Sociedade Teosófica, foi sua fundadora Helena Petrovna Blavatsky, com um numeroso trabalho escrito, incluindo-se Isis Sem Véu (2 vols. 1877) e sua mais famosa obra A Doutrina Secreta (2 vols. 1888). A fundação da Sociedade Teosófica (17 de novembro de 1875), teve a participação de H. S. Olcott e de W. Q. Judge. Blavatsky escreveu várias teorias que disse ter recebido dos "mahatmas" ou mestres da Índia antiga. A Sociedade Teosófica cresceu rapidamente na Europa e nos Estados Unidos, seus dois adeptos mais influentes foram Annie Besant e Rudolf Steiner.
Depois da morte de Madame Blavatsky, em 1891, houve uma batalha para a liderança da sociedade, da qual Annie Besant emergiu como líder na Europa e Ásia, ao passo que W. Q. Judge dirigiu o movimento nos Estados Unidos. Sob Besant a sociedade prosperou. Em 1911 apresentou Krishnamurti, seu filho adotivo, como o mais recente Messias encarnado, ao redor de quem ela funda a Ordem da Estrela da Índia. Ação que parece ter provocado Steiner, quem, com um número grande de seguidores se afastou da Sociedade Teosófica e fundou a Sociedade Antroposófica.
As várias divisões e subdivisões continuaram desde aquele tempo e influenciou numerosas figuras literárias. Os grupos continuam a transmitir as publicações e os ensinos Teosóficos, disseminando-os por todo o mundo.


O conceito de Deus na Teosofia

O Teosofismo é um sistema religioso completamente sincretista, tem um pouco de cada religião e ensina que todas as religiões tem um pouco da verdade e que se juntássemos todas elas, teríamos a religião perfeita.
Para ela, Deus é impessoal e a Trindade é apenas de nome, sendo constituída de Força, Sabedoria e Atividade. Ensina ainda que Deus tem uma quarta pessoa que é feminina, que Ele se utiliza para poder manifestar-Se. A Segunda Pessoa da Trindade (Sabedoria) teria duas naturezas, uma espiritual: a Razão, e outra material: o Amor. Resumindo: Deus, no sentido espiritual, é composto de três pessoas: Força, Sabedoria e Atividade. Por outro lado, no sentido material, se manifesta através da Matéria.


Cristo na Teosofia

Segundo a Teosofia, a raça humana teve vários estágios, que chamam de sub-raça, sendo que a atual é a quinta sub-raça. Cada uma delas presta uma contribuição especial a humanidade. A contribuição da sub-raça atual é promover o homem intelectual. A da próxima, será o homem espiritual.
A cada sub-raça, no seu início, surge um Cristo, ou seja, o Supremo Mestre do Mundo, encarna em alguém. Então, a atual raça-tronco Ariana (a terceira) já teve cinco Cristos, ou, cinco encarnações do Supremo Mestre do Mundo, que foram:
Buda, na Índia (primeira sub-raça).
Hermes, no Egito (segunda sub-raça).
Zoroastro, na Pérsia (terceira sub-raça).
Orfeu, na Grécia (quarta sub-raça).
Jesus, na Palestina (quinta sub-raça).
O Teosofismo afirma que Jesus e Cristo são pessoas distintas e que Cristo usou o corpo de Jesus quando este abandonou o seu corpo. Que estamos na iminência do surgimento de um novo Cristo que irá surgir com a próxima sub-raça (a sexta) e que este Cristo será muito mais poderoso e irá reunir todas as religiões numa só. Ensina ainda que todos os homens, pela evolução, serão Cristos, todo homem é um Cristo em potencial.


Plano de Salvação da Teosofia

Ensina a Sociedade Teosófica que a reencarnação é o processo de desenvolvimento humano, em que todo crescimento é governado pela lei de justiça ou Carma. Que a peregrinação obrigatória de cada alma, por numerosos ciclos de encarnações, é um fator natural.
A Teosofia admite que o homem não possui nenhum privilégio especial, exceto os que ele venha a ganhar por seus esforços e mérito. Jesus, Buda e os "mahatmas", são indivíduos aperfeiçoados e grandes mestres, são universais e a flor da evolução.


A Teosofia é vinculada a religiões ocultas?

O teosofismo é, sem nenhuma dúvida, uma ramificação do espiritismo e como este, diz que é uma religião, uma ciência e uma filosofia.
Suas crenças e ensinos são inspirados e originários do Oriente, mais precisamente da Índia e do Tibete. São crenças pagãs, aliadas a um sistema falsamente chamado filosófico, também oriental. Deste modo, o teosofismo cresceu de braços dados com o paganismo oriental, hindu e budista.
Toda a sabedoria do teosofismo é derivada e foi transmitida pelos "mahatmas" (mestres, sábios), que são, na linguagem teosófica, "homens divinos feitos perfeitos". Os "mahatmas" podem viver no céu ou nos "montes sagrados" do Tibete, para auxiliarem a humanidade em sua evolução. Há um chefe acima de todos os "mahatmas" chamado "Supremo Mestre" que quando se encarna, surge um novo Cristo.


Conclusão

A TEOSOFIA é totalmente Ocultista e Como a Teosofia é uma extensão do espiritismo, vale a refutação das Sagradas Escrituras para aquela falsa religião que se coadunam perfeitamente com esta. Podemos ainda acrescentar:
Os ensinos teosóficos estão fundamentados em princípios religiosos pagãos orientais e não tem base na Palavra de Deus (a Bíblia). Ler: Isaías 2:6.
A salvação do homem no cristianismo é através do novo nascimento, em Jesus Cristo, único caminho; difere do que ensinam os teosofistas, que dizem seremos salvos por nossos próprios esforços e méritos, através do processo natural da reencarnação ou lei do Carma. Comparar com: Mateus 7:21: João 1:12 e 13; 3:3.
Com o surgimento do Cristo da sexta sub-raça, haverá a união de todas religiões numa só. Este ensino não tem base na Bíblia. Ler: Gálatas 1:8, 2 João vv. 10 e 11.
O ensino que Jesus e Cristo são pessoas distintas, também não tem base na Bíblia. Ler: 1 João 2:22.
Segundo as próprias Escrituras, Cristo é a mais perfeita e completa revelação de Deus, através de Sua Palavra escrita. Ler: João 14:9; Colossenses 1:19; Hebreus 1:12;
A reencarnação é descartada pela Palavra de Deus. Ver: Hebreus 9:27.
É Deus que liberta o homem dos seus pecados e não a lei do Carma. Ler: Isaías 1:18; 1 João 1:9.
Mahatmas e Cristos habitando no Tibete. Ver: Mateus 24:24 a 26.

 foto acima: madame balavatsky(fundadora da teosofia e divulgadora dos ensinos ocultos)*
* helena blavatsky foi e é uma mulher muito honrada dentro das sociedades secretas ocultistas,principalmente na maçonaria( ela ajudou a divulgar o ocultismo no mundo)
BIBLIOGRAFIA:
O Império das Seitas, Vol. IV - Walter Martin - Editora Betânia
Seitas e Heresias - Raimundo F. de Oliveira - Casa Publicadora das Assemb. de Deus